Visitantes

terça-feira, 24 de março de 2020

127- Resenha do livro A ILHA MISTERIOSA

JULES VERNE, TRADUÇÃO ANDRÉ TELLES, EDITORA ZAHAR, 

EDIÇÃO COMENTADA E ILUSTRADA, 2015, 522 páginas

RECOMENDAÇÃO: PARA TODAS AS IDADES

JULES VERNE é um dos romancistas franceses mais famosos de toda história da literatura. Escreveu muitos livros de grande sucesso e é tido como o criador da ficção científica. Seus livros têm sempre descrições detalhadas tanto do espaço físico como de suas personagens.

Este livro foi publicado pela primeira vez em 1874 e já foi lançado por várias editoras e tem uma versão cinematográfica. Sua história gira em torno de fuga de cinco prisioneiros durante a guerra civil americana. Os prisioneiros são: Cyrus Smith, um engenheiro ferroviário e oficial do exército, Nab (diminutivo de Nabucodonosor), corajoso e fiel servo afro-americano de Smith; o marinheiro Pencroft, seu filho Harbert Brown, o jornalista Gideon Spilett, repórter do New York Herald e Top, o cão de Cyrus.

Na hora da fuga, houve uma tempestade que durou dias e ao, finalmente, terem chão debaixo dos seus pés novamente, perceberam que o lugar era uma ilha desabitada, perdida em algum lugar no Sul do Oceano Pacífico.

Os cinco começaram a fazer o reconhecimento da ilha e, com o passar dos dias, perceberam que sair daí seria uma coisa pouco provável tendo em vista a localização da ilha. Aprenderam, então, a cultivar plantas para se alimentarem, domesticar e criar animais que lhes proveriam de carne, leite, gordura, lã e transporte; aprenderam até mesmo a fazer uso de alguns elementos químicos e a manusear metais para fabricar armas.

Mas o desejo de sair dali sempre os acompanhava e sonhavam com navios chegando para resgatá-los. Depararam-se com outros náufragos, com piratas e com alguém que ditava as ordens na ilha de forma invisível.

A composição inusitada dos cinco ‘colonizadores’ da ilha (como gostavam de dizer que eram) foi determinante para que sobrevivessem, pois o que um sabia, ajudava a todos a superarem os obstáculos impostos pelas condições adversas do lugar.

O livro traz partes que retomam ao livro Vinte mil léguas submarinas, livro famoso do mesmo autor, porém quem ainda não o leu, não sentirá a falta.


DLL  março -5º- Um livro de autor francês


terça-feira, 17 de março de 2020

126-Resenha do livro MEMÓRIAS DA MANTANHA

DENISE EMMER, EDIOURO, 2006, 256 páginas

RECOMENDAÇÃO: LITERATURA PARA TODAS AS IDADES

O livro conta a história de vida de Denise Emmer. Filha de Dias Gomes e de Janete Clair, personalidades do mundo das novelas televisivas brasileiras. Conta como era sua vida com seus pais e irmãos. Eles viviam de forma harmoniosa numa suntuosa mansão no Rio de Janeiro e a apoiavam em ‘quase’ tudo.

Estudou para se tornar bacharela em Física e sua colação de grau foi um momento de muita emoção para os pais. Cursou pós-graduação em Filosofia.

Escreveu vários livros, em sua maioria, de poesias, os quais fizeram bastante sucesso chegando inclusive a ganhar prêmios de literatura como, por exemplo, o Prêmio Olavo Bilac, poesia, da Academia Brasileira de Letras, em 1991 e isso também agradava muito à família que a incentivava fortemente a se dedicar a essa produção com mais afinco. Seu primeiro livro – Geração estrela - foi publicado em 1975. Publicou também romances, contos e essa biografia.

É compositora e musicista. Compôs e gravou várias músicas, algumas das quais foram escolhidas como trilhas sonoras de personagens das novelas escritas pela mãe. Essa é a parte da sua vida de que não gosta. De compor e cantar, sempre gostou, mas estar em um palco e depois, ser assediada por fãs, não lhe dá prazer algum. Essa carreira também teria alegrado aos pais, mas não a ela.

Seu espírito aventureiro procurava por desafios diários, por isso, desde a adolescência, fazia trilhas e com 17 anos teve sua primeira experiência com o alpinismo. Estudou bastante sobre o assunto, preparou-se fisicamente para esse esporte e junto a outros alpinistas mais experientes escalou várias montanhas, inclusive uma com gelo, na Argentina. Teve quedas, machucou-se, mas nada a afastava. Estava no sangue. Isso deixava os pais sempre muito aflitos. Eles tentavam dia após dia fazê-la desistir dessa prática, mas ela se sentia a cada dia mais íntima das montanhas. Era lá que ela se realizava.

A autora escreve em primeira pessoa usando um vocabulário próprio de quem domina a arte de escrever bem. Utiliza figuras de linguagem para retratar seus sentimentos durante o relato de sua vida dividindo os capítulos que contam sobre sua paixão pelo alpinismo com os que contam sobre sua relação com a família e demais pessoas de sua convivência demonstrando um carinho muito grande pela mãe no decorrer de sua enfermidade.

A história é dividida em 18 capítulos trazendo fotos suas principalmente das escaladas feitas nos mais diferentes pontos altos do Brasil e também fora dele. Vale a pena ler o livro.

DLL  março -4º- Uma biografia

segunda-feira, 16 de março de 2020

125- Resenha do livro MINHA PRIMEIRA PAIXÃO

ELENICE MACHADO DE ALMEIDA & PEDRO BANDEIRA, EDITORA 

FTD, 11ª EDIÇÃO, 1994, 81 páginas

RECOMENDAÇÃO: LITERATURA INFANTO-JUVENIL

Este livro tem dupla autoria porque seu texto estava em fase de criação quando Elenice faleceu. Então Pedro Bandeira foi incumbido pelo marido da autora a terminar a história. Embora não a tenha conhecido pessoalmente, Pedro conhecia suas obras. Até mesmo o título ficou a cargo do escritor paulista que tem inúmeras obras publicadas.

O texto é narrado em primeira pessoa com capítulos alternados entre os protagonistas Pimpo e Frida, dois adolescentes. A história acontece em num ambiente escolar.

Frida, uma garota ruiva de cabelos encaracolados, nerd em quase todas as matérias sofre preconceito por essas duas características.

Pimpo usa óculos de aros redondos o que lhe confere uma aparência de coruja, pelo menos para Frida e é um garoto extremamente distraído. A mãe quer que ele seja um violonista famoso e o pai, que ele seja um engenheiro renomado. E ele não quer nada, não se interessa por matéria nenhuma. Orgulha-se de conhecer palavras difíceis e com elas cria pequenos poemas sem muito sentido.

Bem na idade das primeiras paixonites, o livro mostra o despertar dos hormônios do ser humano

A história é dividida em capítulos curtos como convém a um livro para o público infanto-juvenil.

 Vale a pena ler o livro.

DLL março -3º- Um livro do século passado



terça-feira, 10 de março de 2020

124- Resenha do livro DE REPENTE, ANA

MARINA CARVALHO, EDITORA NOVO CONCEITO, 2014, 317 páginas

RECOMENDAÇÃO: LITERATURA ADULTA

A autora mineira nascida em Ponte Nova, gosta muito de rock e filmes com finais felizes e usa essas paixões em algumas cenas da história deste livro. É jornalista formada na PUC de Minas chegando a exercer a profissão por alguns anos. Leciona Língua Portuguesa e Literatura, ama ler livros policiais ou jornais. Teve na mãe uma incentivadora do hábito da leitura, pois ela lhe comprava todo mês, na infância, gibis da Turma da Mônica. Como toda mineira, adora um pão de queijo e café com leite.

O livro é a continuação do livro Simplesmente, Ana que conta o sonho de toda garota de se tornar uma princesa, embora não seja necessário ler aquele livro para entender este. A autora dá uma contextualização bem consistente para que se entenda a história mesmo assim. Ana se tornou uma princesa e este livro vai mostrar que nem tudo na vida de uma princesa são flores.

Neste romance, contado em primeira pessoa com capítulos alternados entre Ana e Alexandre, Ana está vivendo seu sonho de princesa quando sonha com algo grave acontecendo com seu pai Andrej que é o rei de Krósvia, um pequeno país localizado na Europa. E seu sonho mais uma vez se realiza: Andrej sofre um acidente grave e Ana, que está de férias no Brasil com seu namorado Alex, retorna com urgência ao Palácio Perla porque seu pai está em coma. Por causa dessa situação, as autoridades máximas do país, convocam a jovem a assumir o lugar do pai no governo. Ela sabe que Alex lhe dará todo apoio e ajuda que puder, mas ela não se sente preparada. Mesmo assim, aceita o desafio de governar Krósvia. Nos capítulos narrados por Alex, ele deixa transparecer todo amor que ele sente por Ana.

Mas tem alguém que se recusa a aceitá-la como governante e herdeira do trono e a está ameaçando. E, do nada, ela simplesmente desaparece. Todas as lideranças do país iniciam uma busca e Alex, desesperado, pensa em tudo o que já passou com ela e se agarra a uma pista tênue que a própria Ana plantou para tentar descobrir o que aconteceu com ela.

A autora narra a história em 39 capítulos utilizando uma linguagem descontraída e bem-humorada parecendo falar com o leitor o que faz com que pareça que eeste possa interagir com o enredo.

Vale muito a pena ler o livro, apesar de, em alguns momentos, ser bem previsível.

DLL  março -2º- Um livro de um(a) autor(a) brasileiro(a)

terça-feira, 3 de março de 2020

123- Resenha do livro UMA NOIVA DE NATAL- Julie e Simon – livro 1

JULIANA DANTAS, PLATAFORMA AMAZON, 2018, 213 páginas

RECOMENDAÇÃO: LITERATURA ADULTA


                A autora desse romance chick-lit é vidrada por livros, séries e viagens e se envolveu no mundo da escrita em 2006 e já tem vários livros publicados. Sua escrita vai desde livros com dramas surpreendentes a romances leves e divertidos como Uma noiva de Natal. Leitora voraz de romances, trabalhou durante anos como livreira em uma grande rede de livrarias, onde teve a oportunidade de se dedicar integralmente à sua grande paixão: os livros.

A escritora gaúcha de Porto Alegre é formada em jornalismo, estudou crítica de arte na Argentina e escrita criativa na PUC-RS. Seu romance de estreia, Ruína y Leveza, foi finalista do Prêmio Açorianos de Criação Literária para livros inéditos, em 2014, e do Prêmio São Paulo de Literatura na categoria autor estreante com menos de 40 anos, em 2016.

Este livro traz o romance de Julie e Simon que vivem uma história muito diferente.Simon é o CEO de uma grande empresa e tem uma família que não lhe deixa sossego; intrometendo-se em sua vida amorosa.

Julie é recém-contratada da empresa de Simon e sua chefe imediata- Erin- não simpatizou nem um pouco com ela e faz de tudo para transformar sua vida profissional em um inferno. Ela fica na sua fazendo o melhor que pode até mesmo como uma forma de afrontá-la. O que ela quer mesmo é conhecer Simon e se aproximar dele. E isso acontece de forma bastante inusitada e ela acaba se tornado sua noiva de mentirinha. E os dois vão se envolvendo cada vez mais até chegarem num ponto em que precisam renunciar às mentiras ou...

Um romance que vai crescendo aos poucos. Não sem ter uma pitada de erotismo, humor e cumplicidade. O livro tem continuação.

Vale a pena.

DLL- março- 1º- um livro de capa rosa

terça-feira, 25 de fevereiro de 2020

122- Resenha do livro MEMÓRIAS DE UM VENDEDOR DE MULHERES

GIORGIO FALETTI, TRADUÇÃOMARCELLO LINO, EDITORA 

INTRÍNSECA, 2012, 288 páginas
               
RECOMENDAÇÃO: LITERATURA ADULTA

O autor italiano é formado em Direito; trabalhou como cantor, compositor e comediante de televisão antes de estrear na literatura em 2001 com o livro Eu mato que vendeu mais de quatro milhões de exemplares na Itália e foi traduzido para 25 idiomas. É autor de outros best-sellers tais como Eu sou Deus, Niente di vero tranne gli occhi e Fuori da um evidente destino.

Livro ambientado entre mafiosos italianos poderosos e muito perigosos, contado em primeira pessoa por um homem, Francesco Marcona, cujo único ofício era negociar garotas de programa. Ele tinha contatos com homens poderosos da elite italiana e um único amigo: o cego Lucio, com quem se distraía decifrando criptogramas. O ano era 1978 quando, na Itália, o sequestro de Aldo Moro, ex-primeiro-ministro, era o assunto em pauta.

Os mafiosos sabiam que o protagonista tinha o poder de atrair mulheres bonitas fazendo com que elas aceitassem fazer programas com poderosos uma vez que as somas que poderiam receber em uma noite, em sua rotina levariam um ano para ajuntar. E esse agenciador tinha sofrido um trauma no passado, o que o fazia ficar longe das camas das mulheres que agenciava ou de qualquer outra, entretanto uma parte significativa do valor envolvido no "negócio" ficava para ele.

Seus problemas começaram a aparecer quando foi rendido por um capanga e obrigado a cavar uma sepultura que seria sua, mas alguém matou seu algoz antes que este o matasse. Depois disso, houve várias mortes e tudo conspirava contra ele.

Um livro empolgante com muitas reviravoltas. Vale muito a pena ler o livro.

DLL- JANEIRO- 5º UM LIVRO DE AUTOR ITALIANO

sexta-feira, 21 de fevereiro de 2020

121- Resenha do livro NAS COLINAS DE DORSETSHIRE

AMANDA BONATTI, EDITORA COERÊNCIA, 2019, 362 páginas

RECOMENDAÇÃO: LITERATURA JUVENIL

A autora catarinense é formada em Pedagogia e Letras e pós-graduada em supervisão escolar e em revisão de textos. Livros são sua paixão já tendo publicado cinco livros entre 2013 e 2018. Atualmente, dedica-se exclusivamente à literatura e romance de época é seu gênero de escrita.

O livro é ambientado em duas cidades inglesas: Londres e o vilarejo de Bincombe na cidade de Dorsetshire, no século XIX e conta a história de Dolores ou Lolla, como é carinhosamente chamada pelos mais próximos. Ela é uma jovem simples, mas de personalidade forte; tem 19 anos. Filha do meio de um casal de trabalhadores, irmã de Richard e Audrey. A família mora numa casa bastante humilde. O pai trabalha como jardineiro na fazenda de James Boorman, um viúvo cuja esposa morreu ao dar à luz a seu único filho que recebeu o mesmo nome do pai. No entanto, a moça não reclama da vida e sonha em encontrar um grande amor. A mãe é bastante ambiciosa e imagina arranjar a qualquer preço, para as filhas, casamentos com homens ricos e poderosos.

O que os três filhos não sabem é que os pais perderam tudo o que tinham e passaram a morar de favor na fazenda do patrão do pai e, como se não bastasse, os pais aceitam dar a mão de Lolla em casamento ao senhor Boorman em troca do pagamento das dívidas da família.

Lolla, inicialmente, não aceita, pois acha abomináveis os modos do patrão do pai. Ele é grosseiro, esnobe e acha que os empregados jamais devem ser tratados com gentileza. Entretanto, a mãe de Lolla convenceu-a a aceitar o casamento usando o argumento de que se ela não aceitasse, a noiva do homem seria Audrey, sua irmã de apenas 14 anos. Lolla sofreu muito, mas aceitou para não sacrificar a irmã.

O senhor Boorman, percebendo a antipatia da futura noiva com relação à ideia do casamento, enviou-a para Londres com seu irmão Richard a fim de que ela conhecesse a alta sociedade e assim, influenciá-la a querer aquela vida.

Na chegada à mansão dele em Londres, a jovem conheceu James, seu futuro enteado o que fez com que sua vida virasse de cabeça para baixo.

O livro é um romance de época com uma história que poderia de fato ter acontecido naquela época; tem uma leitura gostosa, leve e bem atrativa. Conta com 26 capítulos e cada um deles começa com uma citação de Shakespeare numa clara alusão à vivência de um amor que precisa vencer grandes barreiras para sobreviver.

DLL- fevereiro- 4º um romance de época


terça-feira, 18 de fevereiro de 2020

120- Resenha do livro VOCÊ JÁ ENCONTROU O FANTASMA DO MAL?

R. L. STINE, TRADUÇÃO CRISTIANA TEIXEIRA MENDES, 

ROCCO JOVENS LEITORES, 2008, 141 PÁGINAS

RECOMENDAÇÃO: LITERATURA INFANTO-JUVENIL

            O autor americano escreveu centenas de romances de ficção e terror, entre eles, grandes sucessos como as séries infantis Goosebumps (que virou série de TV) e Rua do medo. Seus livros venderam centenas de milhares de cópias e isso o fez fazer parte do Guiness World Records. Ele é considerado o ‘Stephen King’ da literatura infantil.

O livro fala de Max, um garoto assombrado por fantasmas. Sua professora pedia para que a classe escrevesse um diário contando o que haviam feito durante um dia. Mas Max não poderia contar que tinha dois fantasminhas, Nicky e Tara, que o visitavam todos os dias e nem que Medu, um fantasma do mal, o atormentava invadindo seu ouvido esquerdo picando-o por dentro provocando inchaço enorme e muita dor.
  
Em casa, a situação não andava bem: todos ouviam o miado de um gato e o garoto teve dificuldade de explicar à família onde estava o tal gato, pois sabia que o miado era de um gato fantasma que vivia em um túnel que iniciava na parede do seu quarto. Quando ia mostrar o túnel para eles, todos ficaram surpresos, principalmente Max, pois não havia túnel nenhum.

As coisas se tornaram ainda mais estranhas depois que o gato fantasma urinou na cama de Colin, o irmão mais velho de Max, e ele o obrigou a dormir na cama dele e ele foi dormir na cama do irmãozinho. Ao acordar, Colin se sentia esquisito, mas ninguém conseguia explicar porquê.

Muitas trapalhadas nos esperam com a leitura deste livro, que com certeza vai encantar as crianças. Vale a pena ler.

DLL- fevereiro- 3º- um livro de fantasia.

terça-feira, 11 de fevereiro de 2020

119- Resenha do livro O MENINO DA LISTA DE SHINDLER

LEON LEYSON COM MARILYN J. HARRAN E ELISABETH B. 

LEYSON, TRADUÇÃO PEDRO SETTE-CÂMARA, ROCCO JOVENS 

LEITORES, 2014, 1ª EDIÇÃO, 252 PÁGINAS

RECOMENDAÇÃO: LITERATURA PARA TODAS AS IDADES

Relato biográfico em primeira pessoa na voz de Leon Leyson sobre como foi que o exército nazista tratava os judeus durante a Segunda Guerra Mundial. A biografia foi escrita com a ajuda da esposa de Leon, Elisabeth B. Leyson e da doutora Marilyn J, Harran, diretora e fundadora do Rodgers Center for Holocaust Education.

           O garoto Leon contava com apenas 10 anos de idade quando, em 1939, a Alemanha invadiu a Polônia, onde morava com seus pais Chanah e  Moshe e os quatro irmãos: Tsalig, Hershel, Pezsa e David.

O pai lhe assegurara que a guerra acabaria logo, mas essa foi uma mentira contada para amenizar a tristeza das crianças.  A cada dia que passava, por serem judeus, as coisas ficavam mais difíceis para eles começando por perderem o direito de ir e vir, de estudar, de trabalhar. Depois foram forçados a se mudar para um gueto para judeus onde começaram a passar fome. Isso tudo mesmo que o pai e os irmãos tendo um emprego regular embora recebessem como salário, uns míseros necos de comida que levavam para casa para dividir com os demais. Pelo menos, estavam vivos e juntos. Então, Tsaling foi convocado a serviços forçados; Hershel fugiu com a namorada e nunca mais foram vistos. Os demais continuaram juntos, mas as agruras da guerra os judiaram bastante. 

Fala também sobre o quanto foram privilegiados pela ação de Oskar Schindler, um alemão, que mesmo estando sob o comando dos nazistas, conseguia manipular dados para que determinadas pessoas, entre elas a família de Leon, não fossem enviadas para as câmaras de gás, colocando até mesmo sua própria vida em risco para salvar alguns inocentes. Na visão de Leon, Oskar foi um herói.

Traz também relatos sobre como o autor e sua família e Oskar viveram depois que a guerra acabou.

O livro emociona não só pelo depoimento, mas também pelas fotos e documentos que comprovam algumas das coisas pelas quais seus personagens passaram.

DLL fevereiro -2º- Um livro baseado em fatos

terça-feira, 4 de fevereiro de 2020

118- Resenha do livro 100 CANÇÕES PARA SALVAR A SUA VIDA


CAMILA DORNAS, 2019, 381 páginas

RECOMENDAÇÃO: LITERATURA ADULTA


 “Moro em Brasília. Eterna amante dos Beatles e de boa música. Leitora fanática desde o momento em que entrei no mundo mágico que é uma biblioteca. Escritora por paixão. Ainda acredito no amor verdadeiro, do tipo que faz tudo valer a pena. Super-hiperativa, compradora de livros compulsiva. Acho que na outra vida fui uma guerreira poderosa que dava a maior surra nos caras ruins. Tremo de terror a vista de uma barata. Sou um pouquinho de tudo, me apaixono por tudo que é intenso, odeio coisas mornas, se é pra ser, que seja 100 por cento. E não confio em pessoas que não comam chocolate ou resistam ao charme de um cachorro. Autora do livro ´´ A linhagem``.”

            Assim a autora deste livro encantador se descreve. Além do livro ora resenhado e de Linhagem, Camila escreveu mais dois outros livros: Subconsciente e Paraísos selvagens.

O livro conta a história de três garotas muito amigas: Alícia, Natasha e Valentina. Eram muito unidas até o suicídio de Valentina provocar uma reviravolta na vida das duas que restaram.

Quem narra a história em primeira pessoa é a Alícia que além dessa perda teve outra que a transformou mais ainda: a morte da mãe cuja culpa o pai lhe atribui. Sendo assim, perdeu a mãe, uma das melhores amigas e também o pai, pois se viu obrigada a se afastar dele uma vez que ele resolveu se refugiar na bebida.

As três amigas tinham um costume: todo ano, no dia 31 de dezembro, escreviam cartas para si mesmas e as enterravam dentro de um pequeno baú junto com outras coisinhas e no final do ano seguinte, liam as cartas e enterravam outras.

Valentina se suicidou e no último dia do ano, depois de muita insistência de Alícia, Natasha concordou em ir até o local, pois a protagonista achava que poderiam encontrar indícios dos motivos pelos quais Valentina teria se matado.

E o que encontraram as deixou perplexas: havia comandos diferentes para Alícia. Sem saber direito o que fariam, começaram a executar os mandados de Valentina. E o que encontravam as instigavam a continuar.  Foi uma busca que as levou a cidades diversas inclusive para outros estados do Brasil.

Na caixa, havia também um ipod com músicas que marcaram a vida de Valentina e que segundo ela, poderiam ‘salvar’ a vida de Alícia. Valentina dizia nas cartas que Alícia se encontraria se seguisse seus comandos. Várias coisas foram sendo esclarecidas ao mesmo tempo em que dúvidas foram surgindo e algumas pessoas que encontrou enquanto seguia o caminho delineado pela amiga, mudaram-na completamente. Foram vários acontecimentos que me surpreenderam neste livro que pouco tem de previsível.

Um romance chick-lit de uma autora brasileira que vale a pena ler.

DLL fevereiro- 1º- um livro de capa colorida


terça-feira, 28 de janeiro de 2020

Olá, meus seguidores,

Meu blog está completando hoje 02 anos de existência. Para mim, é uma grande vitória. Sinto uma satisfação enorme em compartilhar minhas leituras com vocês e espero que vocês também apreciem conhecer um pouco sobre os livros resenhados sentindo vontade de lê-los também a partir da leitura das minhas resenhas, pois este é um dos meus objetivos: despertar o gosto pela leitura.

No decorrer deste ano, li ótimos livros: 61 livros físicos, 29 livros digitais e ouvi 15 áudio-livros (o que foi uma experiência nova e agradável), num total de 105 livros. Muitos deles têm resenha aqui. Gostaria de resenhar todos os livros lidos, mas isso demanda tempo e nem sempre, tenho tempo disponível para isso. 

Propus-me a publicar cinco resenhas por mês e, às vezes, obrigo-me a publicar duas em um dia só porque no dia certo, não deu.


Espero continuar contando com a visita de vocês neste blog. Inscrevam-se (quem ainda não se inscreveu) porque o sorteio do livro EVE & ADAM (capa abaixo)vai acontecer quando o blog tiver 50 seguidores. Falta pouco. Convidem amigos para se inscrever e boa sorte.




LIVROS LIDOS NO SEGUNDO SEMESTRE DE 2019


Livros físicos

01-  CRÔNICAS DE NÁRNIA- C. S. LEWIS

02-  CÉU DE MENTA- CAMILA MARTINS

03-  A ILHA DO TESOURO- ROBERT LOUIS STEVENSON

04-  PRESENTES DA VIDA- EMILY GIFFIN

05-  O PEQUENO LORDE- FRANCES HODGSON BURNETT

06-  CINDERELA POP- PAULA PIMENTA

07-  PRINCESA DAS ÁGUAS- PAULA PIMENTA

08-  O AMOR É UM PÁSSARO VERMELHO- LUCÍLIA J. DE A. PRADO

09-  VÓ MELINHA – CIGANA E RAINHA- ELIAS JOSÉ

10-  JAMES E O PÊSSEGO GIGANTE- ROALD DAHL

11-  A CASA DO CÉU- AMANDA LINDOUTH E SARA CORBETT
  
12-  CEM DIAS ENTRE CÉU E MAR- AMYR KLINK

13-  MATILDA-  ROALD DAHL

14-  DIÁRIO DE UM BANANA- JEFF KINNEY

15-  AS BRUXAS- ROALD DAHL

16-  CASA DO PESADELO- BELA GENTILEZA- DIANE HOH

17-  VOCÊ JÁ ENCONTROU O FANTASMA DO MAL? R. L. STINE

18-  A PRINCESINHA- FRANCES HODGSON BURNETT

19-  CASA DO PESADELO- O SEQUESTRO- DIANE HOH
  
20-  A MENINA QUE ROUBAVA LIVROS- MARKUS ZUSAK

21-  INSENSATO CORAÇÃO- LUNA LEITÃO

22-  O JARDIM SECRETO- FRANCES HODGSON BURNETT

23-  HEIDI- A MENINA DOS ALPES- VOLUME 1- JOHANNA APYRI

24-  HEIDI- A MENINA DOS ALPES- VOLUME 2- JOHANNA APYRI  

25-  DIÁRIO DE CLASSE- A VERDADE- ISADORA FABER

26-  A CINCO PASSOS DE VOCÊ- RACHAEL LIPPINCOTT


Livros digitais

01-  O PRÍNCIPE -KIERA KASS

02-  DISCOVERY EARTH II- A MISSÃO DO PASSADO – MÁRCIA REIS MACEVAN

03-  MARCADOS-O QUE NÃO TE FERE TE TORNA UMA FERA- CAMILA MARTINS

04-  RAFANI- SINÉIA RANGEL
  
05-  O JARDIM DO VIÚVO- HELENA LOPES

06-  OS FORNOS DE HITLER- OLGA LENGYEL

07-  A PEQUENA LIVRARIA DOS CORAÇÕES SOLITÁRIOS- ANNIE DARLING

08-  REENCONTRADOS- CAMILA MARTINS
  
09-  MIL BEIJOS DE GAROTO- TILIE COLLIE

10-  ISABELLE- LUNA LEITÃO
  
11-  ÍRIS BLUE- EDNA NUNES

12-  DEIXE-ME ONDE A LUZ ESTÁ- JAQUELINE GONCHOROSKI

13-  DÉCIMA SINFONIA- JAQUELINE GONCHOROSKI

14-  DEIXE-ME IR- AMANDA LEANDRO
  
15-  UMA NOIVA DE NATAL- JULIANA DANTAS


Áudio-livros

01-  O CASAMENTO- NICHOLAS SPARKS

02-  DIÁRIO DE UMA PAIXÃO- NICHOLAS SPARKS

03-  A ILHA MISTERIOSA- JULIO VERNE

04-  VOLTE PARA MIM- PAOLA ALEXSANDRA

05-  1984- GEORGE ORNWELL

06-  À PRIMEIRA VISTA- NICHOLAS SPARKS

07-  O CLÃ DOS MAGOS- TRUDI CANAVAN

08-  A APRENDIZ- TRUDI CANAVAN

09-  O LORDE SUPREMO- TRUDI CANAVAN