Visitantes

terça-feira, 24 de março de 2020

127- Resenha do livro A ILHA MISTERIOSA

JULES VERNE, TRADUÇÃO ANDRÉ TELLES, EDITORA ZAHAR, 

EDIÇÃO COMENTADA E ILUSTRADA, 2015, 522 páginas

RECOMENDAÇÃO: PARA TODAS AS IDADES

JULES VERNE é um dos romancistas franceses mais famosos de toda história da literatura. Escreveu muitos livros de grande sucesso e é tido como o criador da ficção científica. Seus livros têm sempre descrições detalhadas tanto do espaço físico como de suas personagens.

Este livro foi publicado pela primeira vez em 1874 e já foi lançado por várias editoras e tem uma versão cinematográfica. Sua história gira em torno de fuga de cinco prisioneiros durante a guerra civil americana. Os prisioneiros são: Cyrus Smith, um engenheiro ferroviário e oficial do exército, Nab (diminutivo de Nabucodonosor), corajoso e fiel servo afro-americano de Smith; o marinheiro Pencroft, seu filho Harbert Brown, o jornalista Gideon Spilett, repórter do New York Herald e Top, o cão de Cyrus.

Na hora da fuga, houve uma tempestade que durou dias e ao, finalmente, terem chão debaixo dos seus pés novamente, perceberam que o lugar era uma ilha desabitada, perdida em algum lugar no Sul do Oceano Pacífico.

Os cinco começaram a fazer o reconhecimento da ilha e, com o passar dos dias, perceberam que sair daí seria uma coisa pouco provável tendo em vista a localização da ilha. Aprenderam, então, a cultivar plantas para se alimentarem, domesticar e criar animais que lhes proveriam de carne, leite, gordura, lã e transporte; aprenderam até mesmo a fazer uso de alguns elementos químicos e a manusear metais para fabricar armas.

Mas o desejo de sair dali sempre os acompanhava e sonhavam com navios chegando para resgatá-los. Depararam-se com outros náufragos, com piratas e com alguém que ditava as ordens na ilha de forma invisível.

A composição inusitada dos cinco ‘colonizadores’ da ilha (como gostavam de dizer que eram) foi determinante para que sobrevivessem, pois o que um sabia, ajudava a todos a superarem os obstáculos impostos pelas condições adversas do lugar.

O livro traz partes que retomam ao livro Vinte mil léguas submarinas, livro famoso do mesmo autor, porém quem ainda não o leu, não sentirá a falta.


DLL  março -5º- Um livro de autor francês


Nenhum comentário:

Postar um comentário